Assistente Superescalar: Compreendendo as recomendações por IA
You've successfully subscribed to edrone Blog
Great! Next, complete checkout for full access to edrone Blog
Welcome back! You've successfully signed in.
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
Success! Your billing info is updated.
Billing info update failed.

Assistente Superescalar: Compreendendo as recomendações por IA

A Marketing Machine é nosso exclusivo motor de recomendações de produtos que pode ser facilmente implementado em qualquer eCommerce. Ela se apoia em diversos algoritmos de recomendação baseados em Inteligência Artificial, transformando sua loja virtual em uma "máquina de vendas".

Marcin Lewek
Marcin Lewek

Eu acredito que a tecnologia não deveria estar restrita apenas aos grandes players, e todos deveriam poder se beneficiar dos métodos sofisticados disponibilizados pelo Marketing Digital moderno. Hoje compramos pela internet, mas as lojas virtuais não têm vendedores de carne e osso auxiliando os clientes. Portanto, os gerentes de eCommerce precisam preencher esta lacuna de alguma maneira.

Já abordamos este assunto no artigo abaixo. Se você gosta de discussões filosóficas, vai adorar este texto. Porém, este é mais focado na implementação prática da Inteligência Artificial para (entre outras coisas) tornar o seu eCommerce em uma Máquina de Vendas proativa e inteligente.


O Fantasma na Máquina... de Vendas
Uma das visões na filosofia da mente é chamada de “dualismo mente-corpo”. Ela se faz especialmente presente nos textos de Descartes e postula a separação dos aspectos psicológicos e físicos da existência humana.

Vamos começar do começo: o que é uma recomendação de produto

Uma recomendação de produto é basicamente um filtro aplicado à sua base de produtos. Simples assim. O objetivo deste filtro é mostrar os produtos que cumprem certos critérios:

  • Necessidade: Produtos que melhor suprem as necessidades do cliente. É quase uma garantia de compra.
  • Probabilidade: O cliente tem uma grande chance de comprar estes produtos. O que o cliente precisa não é necessariamente o que ele deseja, e o desejo é um poderoso impulsionador de vendas.
  • Faturamento: Produtos que maximizarão suas receitas. Geralmente são produtos mais caros do que a média e podem suprir necessidades que seu cliente tem, mas possivelmente não saiba que tem.
  • Descoberta: Às vezes, as recomendações podem fazer os clientes descobrirem produtos que suprem suas necessidades, mas que eles não sabiam que existiam.
  • Extensão: Produtos que estendem ou complementam o uso de outros produtos que o cliente já possui.

Você provavelmente já associou estas recomendações a algumas técnicas consagradas de vendas como o cross-selling e up-selling. De modo geral, tudo isso é pensado para ajudar os clientes de todas as formas possíveis. Como sempre, a Inteligência Artificial é uma poderosa aliada aqui. Neste contexto, eu gosto de me referir a ela como o Fantasma na Máquina de Vendas.


Cross-selling e up-selling: Extraindo o máximo de cada venda
Não é segredo que trazer novos clientes para a sua loja é um processo complexo e custoso. Que tal aumentar seu faturamento vendendo mais para os clientes que você já tem?

O eCommerce é um excelente campo para o desenvolvimento da Inteligência Artificial pois é amplamente baseado em dados, conta com um grande volume de inputs e possui métodos eficientes de verificação. Ao planejar sua estratégia de Marketing, você geralmente incentivará seu público a tomar uma ação específica. Idealmente, este call to action será algo, ao mesmo tempo, fácil de entender (do ponto de vista do usuário) e de analisar (do ponto de vista do gerente do site). Cada passo dado pelo usuário até chegar ao "gran finale" da compra pode ser monitorado. Sendo assim, é fácil determinar estatisticamente as relações entre causas e efeitos – a base do desenvolvimento de algoritmos de IA.

Onde fazer as recomendações?

Geralmente, as recomendações de vendas on-site estão em banners ou pop-ups. Com "recomendações de vendas" me refiro a todas as atividades de Marketing, incluindo banners, cupons, e outras informações disponibilizadas no site. Podemos dividi-las em cinco grupos:

Não baseadas em Inteligência Artificial:

  • Não personalizadas + Estáticas – Banners promocionais, informações sobre campanhas e lançamentos.
  • Não personalizadas + Em tempo real – Recomendações dos produtos mais vendidos em determinada categoria.

Baseadas em Inteligência Artificial:

  • Não personalizadas + Em tempo real – Recomendações para complementar o produto específico sendo visualizado no momento.
  • Personalizadas + Estáticas – Recomendações de produtos baseadas no histórico de adições ao carrinho e/ou compras.
  • Personalizadas + Em tempo real – Recomendações baseadas em todas as atividades, incluindo visualização de produto, adição ao carrinho e compras.

Como você pode ver, há várias táticas possíveis.

É bom se basear em suas recomendações estáticas e não personalizadas – isso é feito desde os primórdios do comércio. No entanto, você não deve se limitar apenas a elas. O espírito deve habitar o seu eCommerce, pois o poder da Inteligência Artificial vai além da compreensão dos seus clientes ;)

...onde o cliente está

Além dos containers estáticos e dinâmicos, o eCommerce permite o uso de outra ferramenta com a qual estamos tão acostumados que mal a vemos como uma oportunidade para explorar recomendações: a boa e velha barra de pesquisas.

As barras de pesquisas são verdadeiras cornucópias de comportamento dos clientes, registrando valiosas informações explícitas e fornecidas voluntariamente. Ao pesquisar, os clientes estão dizendo exatamente o que querem, e você só precisa mostrar os produtos que irão atingir suas expectativas. Mas não se esqueça, é você que define quais serão estes produtos.

Além disso, os motores de busca têm outro superpoder secreto.

Buscas por Linguagem Natural

Até agora, os clientes se acostumaram a usar os motores de busca de modo bastante simplificado, apenas fornecendo algumas palavras-chave para buscar os produtos desejados. No entanto, e se o cliente pudesse escrever o que deseja de forma natural? Por exemplo, "preciso de um vestido bonito para ir a um casamento como convidada".

Como mencionei acima, dados explícitos são uma importante fonte de informação. Por um lado, as pessoas às vezes mentem (ou, ao menos, não são completamente sinceras). Por outro, se o cliente sentir que precisa fornecer certas informações para obter o que quer, ele não terá nada a ganhar sendo dissimulado. Os termos de busca são exatamente este tipo de informação.

Por quê? Que diferença faz a pesquisa ser feita em linguagem natural em vez de palavras-chave desconexas? Porque quando sentimos que estamos falando com uma pessoa real em vez de uma ferramenta, temos uma predisposição a falar mais, mesmo que isso seja inconsciente.

  • Um atendente em uma loja física tende a receber mais informações sobre as preferências dos clientes.
  • No eCommerce, a função do atendente é cumprida principalmente pela barra de pesquisas. Os clientes fornecem informações, mas infelizmente isso costuma ser feito através de palavras-chave desconexas.

Queremos que os motores de busca sejam tão bons quanto possível para podermos processar estes dados fornecidos voluntariamente (portanto, respeitando as leis de privacidade online) e fornecer resultados personalizados. Os clientes querem poder fazer perguntas usando linguagem natural, eles só precisam ter esta possibilidade. Eles precisam saber que podem simplesmente descrever suas necessidades, e o motor de busca irá ajudá-los, da mesma forma que um atendente de carne e osso faria.


Buscar é falar – Seriam as conversas e os buscadores a mesma coisa?
Geralmente, as lojas virtuais não se preocupam muito com seus campos de busca. Elas tratam os buscadores como algo finalizado, completo. É uma pena, visto que os motores de busca estão em constante desenvolvimento, e os clientes há tanto tempo alienados hoje têm expectativas muito mais elevadas.

E uma vez que você saiba o que seu cliente quer, o que você pode fazer? Usar esta informação para sugerir produtos entre os resultados apresentados, da maneira que você preferir!

É interessante notar que, nos primórdios dos motores de busca, eles funcionavam exatamente desta forma. O que aconteceu desde então é que os clientes foram se adaptando a certas "convenções" de pesquisa, reduzindo suas buscas a palavras-chave que não formam frases coesas. É mais simples, mas não significa que funciona melhor.

...onde o cliente quer

Por último, mas não menos importante, temos a comunicação direta por chat, mensagens de voz ou ligações. Estes canais são basicamente a extensão da busca por linguagem natural. Um assistente de vendas virtual é a ferramenta suprema de recomendações para eCommerce, personificando o conceito de um Fantasma na Máquina de Vendas. É literalmente uma entidade artificial que ajuda os clientes a fazerem compras online. Desenvolver uma ferramenta como esta é um grande desafio, mas temos algumas ideias de como fazê-lo – e estamos trabalhando duro nisso!


Resumindo a AVA: escopo da P&D
A assistente de compra virtual fornecida pela AVA conduzirá conversas naturais e improvisadas — usando uma linguagem natural, com todo coloquialismo e significado compreensível apenas por humanos — com clientes de lojas online.

Assistente Virtual de Vendas

O primeiro passo é desenvolver um motor de buscas inteligente. Mas por que a busca por linguagem natural aliada a um assistente por voz baseado em Inteligência Artificial são vantagens estratégicas para um eCommerce?

Porque todos os tipos de clientes sabem usar a comunicação oral de forma eficiente e flexível. Mesmo que o assistente não entenda alguma coisa, o cliente pode responder a perguntas adicionais e esclarecer. A comunicação oral é a nossa interface mais básica de comunicação, desenvolvida e otimizada ao longo de milênios de evolução. A linguagem natural é a fonte suprema de informações.

Informações que são imprescindíveis para recomendarmos produtos de maneira eficaz.

Artificial intelligenceMarketing automationMachine learningOn-site marketing

Marcin Lewek

Digital marketer and copywrier specialized in Artificial Intelligence, design, and digital marketing itself. Science, and holistic approach enthusiast, after-hours musician, and sometimes actor.